Assim como na cozinha é, preciso cuidado e precisão na escolha de materiais de acabamento para banheiros e lavabos.

Sem dúvida, o foco principal está na bancada e a cuba é a protagonista. Ela pode determinar um estilo, ajudar na funcionalidade, valorizar itens complementares como a torneira e acessórios...

É preciso contudo, ter alguns cuidados na hora de escolher a sua cuba ideal. Largura e profundidade da bancada dizem muito. Uma cuba grande em uma bancada pequena, vai roubar espaço e ficar desproporcional.

Dúvida na hora de escolher uma cuba para o seu banheiro?

Louça, resina, vidro, pedra ... Redondas, quadradas, retangulares ... Embutidas, de apoio ... Opções não faltam.

Pensando nisso, selecionamos algumas cubas que utilizamos em nossos projetos para facilitar a sua escolha.

Cubas de Apoio:

Combina com todos os estilos, criando banheiros mais sofisticados ou mais estilosos. Como o nome já diz, ela fica apoiada na bancada.

Se optar por esse tipo de cuba, fique atento à altura da bancada, que deve ficar mais baixa em relação ao piso, do que a altura convencional de 85 cm. A medida da altura padrão de 85 cm a 90 cm deve ser medida do piso até a borda superior da cuba e não do piso até a superfície da bancada. O rodopia deve ser igual ou superior à altura da cuba.

A cuba estilo bacia, fica ótima para quem não tem muito espaço na bancada. O diâmetro em torno de 40 cm é confortável e seu formato deixa a sensação da bancada ser mais ampla do que é na verdade. Nesse projeto a torneira de bica alta é fixada direto na bancada. O posicionamento da torneira também é importante. O jato deve ficar direcionado para o centro da cuba.

Versão mais estilosa, tem corte de secção transversal, conferindo charme a cuba estilo bacia.

Cuba de apoio cilíndrica, tem base para fixação da torneira de bica baixa, que fica na própria louça.

Elíptica com base (também chamada de deck) para torneira. Essa cuba é estreita e comprida, perfeita para uma decoração mais estilosa.

Versão da cuba elíptica, sem o deck (apoio para torneira na própria louça), permite o uso em bancada de pouca profundidade. Aqui, a torneira de bica alta foi fixada direto na bancada de mármore.

Um luxo! Essa cuba elíptica é mais robusta e confere mais presença ao banheiro. Apesar da robustez, a forma arredondada, deixa a bancada mais espaçosa.

Para o banheiro do casal, se sua bancada for ampla, aposte no uso de cubas duplas. Mais conforto e funcionalidade para os dois.

As cubas quadradas também tem seu charme! Aqui ela tem base de apoio para torneira. No caso desse projeto, o gaveteiro móvel lateral, completa a bancada e serve de apoio para os perfumes e itens de higiene pessoal.

Particularmente, gosto muito desse modelo. A frente e laterais inclinadas, cria a sensação de mais espaço na bancada e deixa a cuba mais leve.

Seguindo a mesma ideia, de formato trapezoidal, com "paredes" inclinadas nos quatro lados e sem deck. Sofisticação e leveza. A torneira de bica alta foi fixada na bancada.

Essa cuba é bem interessante! De formato retangular, a base para a torneira fica na lateral, criando um efeito diferenciado para a bancada do banheiro. Ótima para as bancadas de pouca profundidade.

Vários dos modelos de cubas de apoio podem também ser encontradas em resinas coloridas.

Ideal para espaços pequenos, onde não é possível colocar uma bancada muito profunda, a cuba de semi-encaixe é a solução perfeita. Parte dela se encaixa e a frente se projeta para fora da bancada, dando movimento e criando um design dinâmico e moderno.

Como o nome já diz, parte da cuba está embutida na bancada, escondida na parte interna do armário, sugerindo uma peça rasa no seu exterior.

Lavabos-2-2

Só não é totalmente embutida por conta da borda que fica colada sobre a bancada, criando um acabamento sobreposto. Pode ser encontrado no formato redondo, oval ou retangular. Para esse tipo de cuba a torneira deve ser de mesa ou bica baixa.

A mais comum das cubas é a embutida. Pode ser encontrada no formato oval, redondo, quadrado ou retangular. A pedra precisa de recorte perfeito para receber a cuba, que será colada por baixo da bancada. É a opção mais econômica. Deixa a superfície da bancada totalmente livre, mas ocupa espaço interno do armário inferior. Apesar de simples, pode ser valorizada quando usada com materiais cuidadosamente escolhidos, como uma torneira mais impactante e um revestimento diferenciado próximo à bancada. Aqui você também deve usar a torneira de mesa ou bica baixa.

A cuba também pode ser esculpida do próprio material da bancada. Nesse projeto de um lavabo a cuba foi esculpida no Mármore Vermelho Imperial. Aqui, a válvula fica oculta sob uma bandeja removível do mesmo material.

Fonte: www.vivadecora.com.br

Tipos de cubas esculpidas na pedra. A parte interna pode ser reta ou inclinada. A válvula pode ficar oculta ou visível. A bandeja removível permite acesso à válvula para limpeza e manutenção.

Outra cuba esculpida no mesmo material da bancada. O material usado aqui é o Corian. Prático, higiênico e de fácil modelagem.

V-deo-estudo-banheiro-2!

Se o espaço não comporta uma bancada, uma boa opção são as cubas suspensas, fixadas direto na parede. É importante nesses casos, investir em peças com acessórios, como a cuba com toalheiro acoplado, porta sabonete líquido fixo na parede e prateleiras de apoio.

Fonte: Pinterest

Fique atento também ao valor que você quer investir e a funcionalidade. Cubas de materiais mais delicados e sofisticados, são mais apropriadas para lavabos, onde o uso é mais eventual.

Gostou das dicas? Espero ter ajudado.

Para maiores informações sobre projetos de reforma ou construção, entre em contato. Teremos prazer em atendê-lo(a).

Gilson e Maristela Bernal

Bernal Projetos| Gilson e Maristela Bernal
(71) 3372-8221 / (71) 99977-4307 / (71) 99609-1392
[email protected]
www.bernalprojetos.com.br

Siga nossas redes sociais e fique por dentro das novidades:

Facebook     Instagram     Pinterest    Homify